Aumente sua vibração ouvindo frequências solfeggio

As Frequências de Solfeggio


Estas frequências sonoras foram aparentemente usadas no Antigo canto Gregoriano, como foi o caso do grande hino de St. John the Baptist, entre outros, que autoridades da Igreja dizem que foram 'perdidos' há séculos atrás.

"Acreditava-se que os cantos e os seus tons especiais eram capazes de conceder bênçãos espirituais quando cantadas em harmonia durante as missas religiosas. Estas frequências poderosas foram redescobertas pelo Dr. Joseph Puleo como descrito no livro "Códigos de Cura para o Apocalipse Biológico", escrito pelo Dr. Leonard Horowitz. Posteriormente, foram estudados todos os efeitos que estas frequências tinham em todos os corpos do ser humano, (Físico, Mental, Emocional e Espiritual). Descobertos os efeitos de cada frequência, estas começaram a ser utilizadas para vários fins, como por exemplo: processos de terapia sonora, meditações etc...

Essas freqüências originais podem ser usadas para: Transformar a dor em alegria, ajudar a pessoa a se conectar com sua Fonte para produzir milagres, reparação do DNA, ligação com a família espiritual, resolução de situações e tornar-se mais intuitivo e, finalmente, retornar à ordem espiritual. Através da música, esses tons podem ajudar todos os nossos próprios canais a permanecerem abertos e manterem a natural força vital (o Chi) literalmente fluindo através do Sistema Chakra bastante livremente; e é para isso que as seis freqüências eletromagnéticas eram usadas , mas que depois foram "perdidas".

 
O DESPERTAR DO EU SUPERIOR

As Seis Frequências de Solfeggio são


(Por exemplo, esta terceira nota, a freqüência 528, refere-se à nota MI na escala e deriva da frase "MI-ra gestorum" em latim que significa "milagre", e esta é a freqüência exata usada por bioquímicos geneticistas para reparar o DNA quebrado - o blueprint genético, o modelo original em que a vida é baseada!)

 
CURSO DE MEDITAÇÃO

1 - DÓ - 396 Hz – Com esta frequência podemos eliminar de nosso campo quântico aquelas vibrações como o medo e a culpa.

Este som reverbera em nós uma vibração elevada e equilibrada.

2 - RE - 417 Hz – Desfaz situações desfavoráveis e facilita a mudança. Associada com a ruptura de padrões emocionais cristalizados. 

Faz ascender igualmente o nosso campo quântico, libera qualquer falta de harmonia, nos permite transformar e evoluir.

Provoca um estado em que conseguimos voltar ao prumo podendo proporcionar as mudanças em nosso dia a dia.

3 - MI - 528 Hz - Transformação e Milagres (Reparação do DNA). Vincula-se ao chakra coronário. Este som repara o DNA. 4 - FA - 639 Hz - Conexão /Relacionamentos. Associada à interconexão de todo o cérebro.

5 - SOL - 741 Hz - Desperta a Intuição. Associada aos estados intuitivos, não lineares do saber. É a frequência de expansão da consciência.

6 - LA - 852 Hz -Volta à Ordem Espiritual. Associada ao amor puro, incondicional.


"O canto Gregoriano usava estas frequências, e por isto estes corais realizaram curas milagrosas entre os monges e os paroquianos que os escutavam. Era uma música que liberava algo dentro do corpo; inclusive dentro da sequência que foi descoberta mais tarde, a respeito da estrutura do universo, fala-se que estas seis frequências estão aparelhadas com a sequência primordial de emanação, como estrutura geométrica para a criação de todo o universo, ou seja, estamos falando de algo de significação inacreditável.”


“Hoje a nota LÁ é afinada a 440 HZ ciclos por segundo. Naquele tempo era feito a 415. Pouco a pouco foi sendo elevada para 430 até chegar, nos dias de hoje, a 440. Mas, lamentavelmente, fomos nos separando da frequência original. Na frequência original o UT possuía uma frequência de 396 HZ. Não era, pois, o DÓ como se pensava. Foi colocado este nome, mas o DÓ real que é usado hoje em dia, está mais próximo de 528 Hz, que é o MI daquela época. Esta é a nota da transformação. Inclusive os engenheiros geneticistas e bioquímicos a utilizam para reparar as estruturas do DNA que estão rompidas, com o uso da radiônica, praticamente expondo a estrutura do DNA. Estes sons podem reestruturar. Portanto, estamos falando de algo que realmente é a vida, a nossa vida, que existe não só em nosso planeta, mas no Universo".


“A música não foi feita, como a entendemos hoje, como se fosse somente para os ouvidos. Ela era feita para ser entendida pelo ouvido interno, pela a alma. E é isto o que realmente estamos entendendo com esta reaproximação das frequências de Solfeggio.


Além disso, existem uns desenhos fantásticos, (como a da imagem acima) a partir de medições feitas pelo famoso Dr. Masaru Emoto da aparência das moléculas de água. Como sabemos, a água reage rapidamente à oração para purificar-se. E como o nosso corpo é formado na sua maior parte de água, nossos corpos também responderão de forma harmônica às frequências Solfeggio, vibrando com AMOR e purificação.”


Temos a nossa disposição uma ferramenta maravilhosa, que podemos utilizar para nosso próprio crescimento, cura e harmonização. Aproveitemos, então, a oportunidade que nos traz este conhecimento. É o momento de retornarmos às práticas de cura que possuíam nossos ancestrais e deixar a angústia e a vida cheia de stress, de violência, de enganos e frustrações para podermos nos sentar e escutar o ritmo de nosso coração. 

(texto de dna5d.blogspot) 


1) Frequências de Solfeggio, Nota Dó, 396 Hz, Liberta da Culpa e do Medo https://m.youtube.com/watch?v=ZpFSD0pvZLk


2) Frequências de Solfeggio, Nota Ré, 417 Hz, Mudanças, desfazendo situações desfavoráveis https://m.youtube.com/watch?v=CM1sOZvxPj0


3) Frequências de Solfeggio, Nota Mí, 528 Hz, Transformações, Gera Milagres e Repara o DNA

https://m.youtube.com/watch?v=DKiX_dLwrlk


4) FA - 639 Hz - Solfeggio 639 Hz: (FA) Healing Music Balancing relationships https://m.youtube.com/watch?v=OCRveuVFc0M


5) SOL - Frecuencia 741Hz expansion de la intuicion y conciencia espiritual https://m.youtube.com/watch?v=cYq2ALZMfKg


6) LA - Solfeggio 852 Hz OM return to spiritual order & love frequency https://m.youtube.com/watch?v=RvhnbJgVPhM

VOCÊ CURITU O SITE?
  • SIM

  • NÃO